Sunday, January 22, 2012

BADEN-POWELL E OS ADULTOS NO MOVIMENTO (*)


Certamente que Baden-Powell não pensava que o Movimento Escotista se destinava apenas aos jovens.

Relembrando os seus slogans mais conhecidos “Uma vez Escoteiro, sempre Escoteiro” ou “O Escotismo é para pessoas dos 8 aos 80 anos” e muitos dos seus escritos, podemos aperceber-nos de que os princípios e valores do Escotismo, incluindo os famosos “4 pontos” do método Escotista (**), mantêm a sua validade e significado na vida adulta.

Na realidade, no início, ele concebeu o seu método no livro com o título Aids to Scouting, for N.C.O. and Men, destinado aos batedores (scouts) militares, ou seja adultos; e só mais tarde descobriu que este método também podia ser utilizado com os jovens.

Baden-Powell escreveu diversas páginas sobre o papel dos Escoteiros e Guias adultos na sociedade:

Janeiro de 1937: "Em quase todos os países existem não centenas mas milhares de antigos Escoteiros e Guias na população que cresceram a aprender a ser cidadãos leais e úteis e a ser amigos e companheiros dos seus irmão e irmãs Escoteiros e Guias de outras nações. Esta fraternidade alargada constitui um vasto e fértil campo de possibilidades. O medo parece dominar o mundo nos nossos tempos – nada temam senão a possibilidade de que outra grande guerra caia sobre nós. No entanto, se em vez de apregoar, todas as nações pusessem em prática a chave dos preceitos cristãos, por outras palavras, se o amor tomasse o lugar do medo nas suas relações com os países vizinhos, então a paz e a felicidade reinariam para todos.
Na nossa fraternidade de antigos Escoteiros em todos os países já dispomos do núcleo desta forma de estar. Se esta fraternidade se organizasse, nos Movimentos Escotista e Guidista, com o seu número crescente de membros, poderia tornar-se mais do que um simples núcleo, tornar-se-ia uma liga mundial de pessoas dotadas de mentes sãs e estáveis, com capacidade para resolver os problemas e dificuldades através de soluções amigáveis em vez de se virarem irracionalmente para as armas ou de se envolver em discussões políticas".


Julho de 1937: "Muitos milhões dos que foram Escoteiros e Guias na sua juventude formam nos diferentes países um fermento de homens e mulheres que ultrapassam as divergências insignificantes e as ofensas antigas, para contemplar um futuro de felicidade e prosperidade para todos através da amizade mútua e de sentimentos de fraternidade. Temos aqui o embrião de um exército ou força de intervenção para a paz, perante o qual os exércitos da guerra serão forçados a render-se, mais tarde ou mais cedo".

A ISGF está a tentar constituir o núcleo da “liga mundial de povos” e o “fermento de homens e mulheres nos diferentes países”, inspirados nos ideais que B-P sonhou há vários anos.

Ao aderir à ISGF, um adulto que acredita no Escotismo/Guidismo não se contenta apenas em viver de acordo com os ideais do Escotismo na sua vida pessoal, pretende também participar na nobre missão de espalhar os ideais Escotistas por todo o mundo.

Todos nos recordamos das últimas palavras da mensagem final de B-P aos Escoteiros, em que ele diz aos jovens: “mantenham-se sempre fiéis ao vosso Compromisso de Honra, mesmo quando deixarem de ser rapazes, e que Deus vos ajude a consegui-lo”.

(*)Tradução do artigo publicado no número especial da revista “Strada Aperte” distribuída aos participantes da 26ª Conferência Mundial da ISGF/AISG.

(**) Ajudar cada jovem a desenvolver-se como individuo autónomo, solidário, responsável e comprometido.
autónomo – capaz de tomar decisões e de gerir a sua própria vida;
solidário – capaz de, activamente, se interessar pelos outros;
responsável – capaz de assumir as consequências das suas decisões, assumir os seus compromissos e levá-los até ao fim;
comprometido – capaz de viver de acordo com os seus valores e defender causa ou ideais que considere importantes.

No comments: