Sunday, February 20, 2011

22 de Fevereiro - DIA DO FUNDADOR


O 22 de Fevereiro marca o aniversário do nascimento de Lord Baden-Powell, o fundador do Movimento Escotista. Por interessante coincidência, Baden-Powell (nascido em 1857) e sua esposa Olave Baden-Powell (nascida em 1889) faziam anos no mesmo dia.

Quase todas as Associações Escotistas Nacionais por todo o mundo, celebram esta data como “ O dia do Fundador”. Este dia é considerado como uma oportunidade para aprender mais sobre a vida de BP e de (re)ler a sua obra. Os seus escritos são uma fonte de inspiração para inúmeras pessoas e estão incrivelmente actuais nos nossos dias.

O 22 de Fevereiro é também celebrado pelas guias e escoteiras do mundo inteiro como “dia mundial do Pensamento”. É um dia para reflectir sobre o sentido do Guidismo e do Escotismo e acerca dos outros países e das outras culturas.

A Fraternal, não pode deixar de recomendar a todos os antigos escoteiros, assim como a todos os actuais escoteiros que dediquem [em especial naquele dia] alguns momentos à meditação sobre os ideais de fraternidade que o Movimento proporciona e fomenta, assim como o privilégio que para eles constitui a dádiva das vidas de BP e Olave BP e a inspiração que tiveram ao criar os Movimentos Escotista e Guidista, bem como o trabalho de tantos Escoteiros e Guias que deram continuidade à iniciativa do Fundador, o que permitiu que essas realidades chegassem até nós.

Eis algumas frases de BP, assim como a sua última mensagem.

FINALIDADE DO ESCOTISMO
“Toda a finalidade do Escotismo, é pegar no carácter do rapaz na fase em que o entusiasmo está aquecido ao rubro, forjá-lo devidamente e promover e desenvolver a sua individualidade – de modo a que o rapaz se eduque a si mesmo para se tornar homem recto e cidadão prestável para a sua pátria”
Escotismo para Rapazes

“ A nossa finalidade é educar a próxima geração como cidadãos úteis e senhores de vistas mais largas do que as gerações anteriores, e desenvolver assim a paz e a boa vontade por meio da camaradagem e da cooperação, em substituição de rivalidade prevalecente entre classes, religiões e países que tantas guerras e convulsões tem produzido”
Jamboree Out 1932

CARÁCTER
“Por carácter equilibrado entendo uma maneira de ser calma e imbuída de bom senso por parte do individuo, que lhe permita resistir ao pânico ou a deixar-se arrastar pelo espírito de rebanho e, pelo contrário, manter a cabeça no lugar e olhar em frente com coragem e optimismo apercebendo-se do que é melhor para a comunidade, e desta forma ajudar a conduzir a nação em segurança através do nevoeiro das ideias contrárias para a atmosfera límpida da paz e da prosperidade”
Mensagem dirigida o encontro de Comissários Regionais Adjuntos, para a divisão Clã - Jan. 1933

SERVIÇO
“ O serviço não é só para os tempos livres. O serviço deve ser uma atitude da vida, que encontra oportunidades para a sua aplicação prática em todos os momentos”
Velada de Caminheiros - cerca de 1927

“Por serviço quero dizer a submissão do egoísmo à vontade de ser útil aos outros, sem preocupação de retribuição ou recompensa”
Jamboree Janeiro 1927

“Diante de cada homem abrem-se dois caminhos:
O do egoísmo ou o do serviço.
O egoísmo é mais cómodo, o serviço envolve sacrifício.
Mas se se sacrifica para servir, pode estar certo de que a vida será para ele um bem muito real – cheia de felicidade.”
Caminho do Triunfo

FRATERNIDADE MUNDIAL
“O espírito é que conta. A nossa Lei e Promessa de Escoteiros, quando realmente as pomos em prática, afastam todas as ocasiões de guerras e lutas entre nações”
Escotismo para Rapazes

Peço-vos que façais uma escolha solene. Existem diferenças de pensar e de sentir entre os povos do mundo, tal como existem diferenças físicas e de língua. A guerra ensinou-nos que, se uma nação tentar impor a sua vontade particular às outras nações, uma cruel reacção seguir-se-á inevitavelmente”
Apelo de encerramento. Primeiro Jamboree Mundial Ag. 1920

ÚLTIMA MENSAGEM

Creio que Deus nos colocou neste mundo encantador para sermos felizes e apreciarmos a vida. A felicidade não vem da riqueza, nem simplesmente do êxito de uma carreira, nem dos prazeres. Um passo para a felicidade é serdes saudáveis e fortes enquanto sois rapazes, para poderdes ser úteis e gozar a vida quando fordes homens.

O estudo da natureza mostrar-vos-á as coisas belas e maravilhosas de que Deus encheu o mundo para vosso deleite. Contentai-vos com o que tendes e tirai dele o maior proveito que puderdes. Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior.

Mas o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros.

Procurai deixar o mundo um pouco melhor de que o encontrastes e quando vos chegar a vez de morrer, podeis morrer felizes sentindo que ao menos não desperdiçastes o tempo e fizestes todo o possível por praticar o bem. Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes – apegai-vos sempre à vossa promessa escotista – mesmo depois de já não serdes rapazes, e Deus vos ajude a proceder assim.

O Vosso Amigo
Baden-Powell of Gilwell

Sunday, February 13, 2011

PASSEIO PELA SERRA DA ARRÁBIDA


O Núcleo de Setúbal vai promover no dia 27 de Fevereiro um passeio pedestre pela Serra da Arrábida.

Caminharemos por alguns dos trilhos inseridos no Parque Natural da Arrábida, abrangendo áreas dos concelhos de Palmela e de Setúbal.

A originalidade da paisagem deve-se não só às suas características naturais mas também à conservação destes espaços, que de uma maneira geral se encontram em harmonia com o ambiente natural.

O ponto de partida é a Capela das Necessidades (onde se encontra a Cruz das Vendas, tendo estado ao rigor do tempo durante séculos, foi resguardada nos meados do sec.XVIII dentro desta ermida), continuando o nosso passeio por caminhos inseridos entre o Vale de Alcube e o Vale dos Picheleiros.


Caminhos encravados entre as diferentes elevações do Maciço da Arrábida, têm sido, ao longo dos tempos, lugar de instalação e exploração agrícola. Hoje a agricultura deu lugar a muitas habitações de lazer e o percurso serpenteia por entre quintas e bosques.

Do Moinho do Cuco percebe-se que o horizonte pode não ter limites e temos a sensação de ter a Arrábida na nossa mão. Ao fundo Lisboa e toda a Península de Setúbal aos nosso pés.

Cruzaremos terras onde se produz o vinho da região demarcada. Esta zona produz vinhos tintos encorpados, de cor intensa e aroma cheio a frutos secos e especiarias, a partir das castas Periquita. Nos vinhos brancos predomina a casta Fernão Pires, exibem aroma frutado.

Teremos a oportunidade de admirar as diferentes formas de vegetação, onde sobrevive o bosque com arbustos. Seguimos então por velhos caminhos de pastores, admirando um mundo de verde aos nosso pés, imortalizado nas palavras do poeta:

“Quando, de rosado, começa a arroxear-se o horizonte,
a Serra é um vulto de sombra parado a meio do silencio.
Pios de ave, como goteiras, pinguelingam de quando em quando e de onde a onde.
Damos então mais consciente notícia do grande silencio.”
(Sebastião da Gama)


Para o final da caminhada, reserva-se a visita à Quinta Velha, onde poderemos aprender como se produz o Queijo de Azeitão. A origem desta iguaria remonta a 1830, por mão de Henrique Gaspar de Paiva que vem da Serra da Estrela, trazendo ovelhas e partilhando os seus ensinamentos com as gentes da vila e do povoado vizinho, que foi transmitindo a sucessivas gerações de queijeiros-artesãos e que deram qualidade e fama ao tão apreciado queijo. Este é produzido a partir de leite de ovelha cru, ao qual apenas se junta cardo (para a coagulação) e sal. A cura é efectuada num período mínimo de 20 dias, sendo os queijos diariamente virados e lavados, para que a crosta se mantenha lisa e limpa.


“Não deixar mais que pegadas e não tirar mais do que fotografias”!

Local de encontro: Vila Nogueira de Azeitão (Rossio/Largo) pelas 9.00H.
Duração: percurso fácil +/- 6Km
Levar: Comida para a manhã, água, chapéu de sol (ou de chuva), impermeavel, roupa e calçado confortavel, polar.

A visita á quinta começará pelas 12.00H.
Custo: 3€ para o atelier de confecção do queijo de azeitaão (colocar a mão na massa [do queijo]).

A caminhada ficará adiada se a previsão do tempo for de muita chuva. O percurso merece ser efectuado com boas condições metereológicas, porque as vistas são magnificas.

A confirmação da realização será feita directamente para todos os inscritos no dia 24 de Fevereiro.

Inscrições (importante para se verificar o número de pessoas no atelier) para o e-mail: faep.setubal@gmail.com