Thursday, November 24, 2011

Palavras do Presidente da 26.ª Conferência Mundial


Do pequeno caderno "Stade Aperte" distribuido aos participantes na 26.ª Conferência Mundial da ISGF/AISG, reproduzimos aqui, a "Introdução" da autoria do companheiro Riccardo della Rocca, Presidente do MASCI e que presidiu também à 26.ª Conferência.

Durante todos estes anos, nós temos adquirido a convicção que o Escotismo e o Guidismo para adultos representam uma proposta muito significativa tanto para as mulheres como para os homens do nosso tempo. Tal como no princípio do séc. XX, o general Baden-Powell, observando a realidade dos jovens dos arrabaldes britânicos e as contradições do seu mundo, teve a ideia de propor o Escotismo como um “caminho para a felicidade” às jovens gerações, a princípio para as do Império britânico, e depois, para as do mundo, assim, hoje, no princípio do séc. XXI, na época da globalização, quando “o mundo se tornou mais pequeno e os homens mais ausentes”, nós sentimos ainda a exigência de oferecer o “Escotismo e o Guidismo adulto” aos homens e às mulheres dos quatro cantos do mundo como um “caminho para a felicidade”, convencidos que nós podemos continuar a descobrir coisas novas ao longo da nossa vida, e que nós podemos crescer como “cidadãos do mundo”, como pessoas que amam a paz, a solidariedade e a fraternidade entre todos os povos.

O segredo deste “caminho para a felicidade” está, ainda na Promessa e na Lei (da Guia e do Escoteiro), que representam ainda, em todos os seus artigos, a bússola para esse percurso.

Um “caminho para a felicidade” que é feito ao longo de toda a vida e é possível quando se trabalha em equipa, se está pronto para ajudar o próximo e a Criação.

Um “caminho para a felicidade” que é proposto a todos os homens e a todas as mulheres dos nossos dias, mesmo para aqueles e aquelas, que nunca tiveram a experiência do Escotismo e do Guidismo na sua juventude. Nós temos de o oferecer às nossas comunidades civis e religiosas, qualquer que seja a sua cultura ou sua crença religiosa.

Um “caminho para a felicidade” que é o melhor suporte que nós podemos oferecer ao Escotismo e ao Guidismo, como testemunho de uma experiência do Escotismo adulto e como uma perspectiva de vida para as futuras gerações.

Um “caminho para a felicidade” que se realiza adaptando as ideias pedagógicas de B.-P. (o jogo, a aventura, a vida ao ar livre, a vida da patrulha e sobretudo o serviço aos outros) às fases adultas da vida.

Seria bom, que nós pudéssemos reflectir em conjunto sobre este tema do “Escotismo e Guidismo para adultos”. É um tema que pode representar o verdadeiro desafio da nossa associação [ISGA/AISG] e uma forma para tornar a “Última Mensagem de B.-P.” realmente relevante.

Quisemos inserir [no caderno] a “Última Mensagem” porque, fazendo-o muitas vezes, nós estamos convictos que ela não é somente uma mensagem para as Guias e os Escoteiros jovens, mas é sobretudo uma mensagem para os adultos.

“Deixar o mundo melhor do que o encontrámos” não é simplesmente uma “Boa Acção”; significa também mudar, melhorar o mundo que nos foi confiado, contribuir para nos tornarmos mais justos e mais fraternos, contribuir para construir um mundo de paz, de solidariedade e de igualdade entre todos os povos.

Esta é uma tarefa para os adultos.

A “Última Mensagem de Baden-Powell”

Queridos Escoteiros
Se alguma vez viram a peça “Peter Pan”, recordar-se-ão como o chefe dos piratas estava sempre a fazer o seu discurso de despedida, por ter medo de morrer antes de poder fazê-lo. Passa-se a mesma coisa comigo, por isso, embora não esteja a morrer neste momento, isso irá acontecer um destes dias e quero deixar-vos umas palavras de despedida.
Lembrem-se, estas são as últimas palavras que ouvirão de mim, por isso reflictam bem sobre elas.
Tive uma vida muito feliz e quero que cada um de vocês tenha uma vida igualmente feliz.
Acredito que Deus nos pôs neste animado mundo para sermos felizes e para desfrutarmos da vida. A felicidade não advém da riqueza, nem somente do sucesso na carreira, nem sequer da satisfação de todos os caprichos. Um passo em direcção à felicidade é tornarem-se saudáveis e fortes enquanto são rapazes, para que possam ser úteis e consigam assim desfrutar a vida quando forem homens.
O estudo da natureza vai mostra-vos a enorme quantidade de coisas bonitas e maravilhosas que existem neste mundo que Deus fez para nós desfrutarmos. Contentem-se com o que têm e tirem daí o melhor partido. Vejam o lado positivo das coisas em vez do lado negativo.
Mas a melhor maneira de conseguirem ser felizes é darem felicidade às outras pessoas. Tentem deixar este mundo um bocado melhor de que o encontraram e assim, quando chegar a vossa vez de morrer, podem morrer felizes ao sentirem que efectivamente não desperdiçaram o vosso tempo e deram o vosso melhor.
Assim, estai “Sempre Prontos” para viverem felizes e para morrerem felizes – mantenham-se sempre fiéis ao vosso Compromisso de Honra – mesmo depois de deixarem de ser rapazes – e Deus vos ajude a consegui-lo.

O Vosso Amigo
Robert Baden-Powell.

No comments: