Sunday, December 2, 2012

XIV Encontro do Mediterrâneo


Entre os dias 31 de Outubro e 5 de Novembro, decorreu em Chiclana de La Frontera, Cádis, Espanha, o XIV Encontro do Mediterrâneo, com uma excelente organização da Associación Scout Viejos Lobos Cruz del Sur, uma das 17 Associações que compõem a federação espanhola de escoteiros e guias adultos denominada Amistad Internacional Scout y Guia de España.

Os Encontros do Mediterrâneo (MED), são abertos a todos os membros das Fraternais dos países que bordejam o mediterrâneo -a Norte e a Sul, assim como a Portugal e Suiça- podendo contudo também estar presentes membros de outros países. O MED pretende ser um encontro de culturas entre escoteiros e guias da idade adulta.

O Encontro do Mediterrâneo MED 2012, sob o tema “Um mar Aberto”, começou oficialmente no dia 1 de Novembro com uma cerimónia de abertura cheia de simbolismo. Depois de alguns discursos, que se seguiram ao içar das bandeiras, e da leitura de um Manifesto em Prol da Paz no mundo, foi altura de visitar a recriação do 1º Acampamento realizado por Baden-Powell na Ilha de Brownsea.

À tarde os participantes reuniram-se na sala de conferências para ouvir três oradores convidados que não decepcionaram a audiência, estando disponível, como habitualmente nas sessões formais, interpretação simultânea de e para inglês e francês.

Jose Antonio Aparicio Florido começou a sessão com uma apresentação explicativa do tema do Encontro: “Mediterrâneo - Um Mar Aberto”. Iniciando com uma resenha histórica sobre a ocupação deste mar ao longo dos tempos concluiu que ele une os povos que habitam nas suas margens e que são herdeiros de traços característicos que os tornam únicos.

Seguiu-se Salvador Ábalos Hermosilla, cuja apresentação intitulada “Os Desafios do Escotismo no Século XXI” conseguiu provocar verdadeiros momentos de deleite na audiência ao chamar ao palco um escoteiro jovem e uma escoteira “mayor” que se abraçaram, demonstrando que todos se podem entender e todos têm um lugar na construção de um mundo melhor.

O último interveniente foi o Professor Catedrático de Biologia da Universidade de Cádis, Antonio Medina Guerrero, cuja apresentação sobre a pesca e criação em aquacultura do atum vermelho do mediterrâneo surpreendeu os participantes pelo modo dinâmico e interessante como foi conduzida.

Para finalizar a sessão J. Pedro Yepes apresentou o projecto Cervantes que visa promover a língua castelhana como terceira língua oficial da ISGF, com o intuito de ajudar a desenvolver o Escotismo adulto nos países da América latina onde este idioma é maioritário.

Após o jantar, os presentes foram brindados com a actuação de um coro muito alegre que interpretou músicas tradicionais e outras mais conhecidas internacionalmente.

Na manhã do dia 2 teve lugar uma visita a uma fábrica de doces tradicionais seguida de visita guiada a Medina Sidónia. Esta vila preserva uma grande zona de muralha e é muito interessante pelos achados romanos que podem ser visitados no museu arqueológico, bem como uma grande área de calçada preservada. De destacar ainda o museu etnográfico com vários objectos e recriação de uma casa de habitação.
 
Na sessão da parte da tarde a Presidente do Comité Mundial, Midá Rodrigues, apresentou o esboço do kit de formação da ISGF que irá contar com a publicação de 7 livros que cobrem matérias variadas que vão desde informação e desenvolvimento pessoal a exemplos de projectos, passando pela Lei e Compromisso.

Para complementar este trabalho, foram organizados 3 grupos de trabalho que realizaram uma reflexão sobre o significado da Lei e do Compromisso para os Escoteiros Adultos. As conclusões dos grupos foram apresentadas e serão compiladas pelo Comité Mundial.
 
Os trabalhos do dia terminaram com a primeira parte da reunião da sub-região Sul da Europa.

Depois do jantar os participantes assistiram à actuação de um coro clássico e de um conjunto flamenco composto por dois músicos e três bailarinos.


O dia 3 iniciou-se com a visita à Bodega do Marqués del Real Tesoro, situada em Jerez de la Frontera onde os participantes tiveram a oportunidade de ver um espectáculo de arte equestre demonstrativa da interacção entre um cavalo e uma bailarina de flamenco. Para além da visita às cavalariças, a um pequeno museu de coches e ao espólio da família, onde se destacam quadros de alguns pintores famosos, houve ainda a oportunidade de entrar na enorme garrafeira, de provar três tipos de Jerez e de comprar alguma garrafas para levar para casa.

Após o almoço tiveram lugar as apresentações dos diversos países e regiões, tendo a AEG realizado uma apresentação conjunta demonstrativa das actividades desenvolvidas no último ano pelas três associações que a compõem.

Deu-se seguidamente continuidade à reunião da sub-região Sul da Europa, durante a qual a Secretária Internacional da Fraternal Escotista de Portugal e actual Secretária Internacional da AEG, Sara Milreu Rocha, foi eleita como representante desta sub-região junto do Comité Europeu.

Em preparação da noite Andaluza e para que todos pudessem estar trajados a rigor, foram organizados vários workshops onde se podiam fazer flores de papel para complementar os xailes e leques que foram distribuídos às senhoras e os chapéus e faixas de cintura distribuídos aos homens. A noite foi longa, abrilhantada por um conjunto de rocieras muito animadas e uma banda, dando a todos a oportunidade de bailar até tarde.

No dia 4 pela manhã teve lugar uma visita guiada a Cádis, onde os presentes assistiram a uma engraçada encenação e foi tirada a foto de grupo junto ao monumento evocativo da promulgação da primeira Constituição Espanhola em 1810.

Da parte da tarde foi apresentada a próxima conferência europeia que terá lugar entre 5 e 8 de Setembro de 2013 e que inclui a travessia de barco Estocolmo - Helsínquia e regresso. Foi ainda apresentado o local do próximo Encontro do Mediterrâneo que terá lugar em Marrocos em 2015, ainda sem datas definitivas.

 O dia terminou com a Cerimónia de Encerramento durante a qual foram lançados balões com mensagens de desejos e aspirações escritas em diversas línguas pelos participantes, concluindo-se com o emotivo entoar da “Canção do Adeus”.



Como é habitual nos nossos encontros foi realizada uma Boa Acção Colectiva que se traduziu na oferta de dois cheques de 1.500 € cada a duas instituições locais que gerem cantinas sociais, a Fundación Dora Reyes e o Comedor Maria Arteaga, para que possam continuar o seu meritório trabalho em prol dos que mais necessitam. 

No comments: